Facebook-icon  Twitter-icon

 

Na primeira etapa, o grupo de pesquisadores avaliou mais de mil artigos

Por Stefany Sales 

O Grupo de Estudo em Revisões Sistemáticas Mediadas por Tecnologias, parte do  Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/Ceam/UnB), entra em fase final do Scoping Review sobre o Observatório da Política Nacional de Saúde Integral LGBT (Observatório da Saúde LGBT) . Na primeira etapa, foram avaliados mais de mil artigos.

A implementação da metodologia do Scoping Review no NESP faz parte de uma parceria entre este e a Profa. Dra. Andréia Drummond, da Universidade Federal do Vale Jequitinhonha e Mucuris (UFVJM). O grupo, que já trabalha com essa temática há um ano, teve início depois de uma capacitação oferecida pela professora em parceria com o Observatório de Saúde Indígena do NESP/CEAM.  

Os pesquisadores construíram os protocolos de pesquisa e participaram de oficinas para treinamento e calibração de leitura de artigos, tendo como finalidade a coleta e digitação de dados que compõem o propósito do Scoping Review.  

No NESP, o trabalho de pesquisa baseado na metodologia do Scoping Review tem o intuito de conhecer a produção científica brasileira sobre os temas dos observatórios de equidade que o integram. Dentro do grupo estão envolvidos 12 pesquisadores, entre eles graduandos, mestres e mestrandos, doutores e doutorandos.  

O pesquisador do NESP Roberto Carlos avalia o trabalho do grupo na análise sobre o Observatório LGBT: “Estamos sempre em processo de construção. Nada foi construído por uma ou duas pessoas, tudo foi construído coletivamente em consenso com o grupo”. 
A pesquisa final sobre o Observatório da Saúde LGBT tem previsão de término para o mês de abril. Em seguida,  o grupo dará início ao Scoping Review do Observatório de Saúde Indígena. 

Scoping Review 

O Scoping Review é uma forma de tradução do conhecimento científico a partir de métodos sistemáticos de coleta e análise da produção científica sobre determinado assunto. Ele se difere da Revisão Sistemática por ser mais abrangente em sua pergunta de pesquisa e em seus objetivos; entretanto, mantém toda a sistemática metodológica empregada em uma revisão. É uma forma de síntese de conhecimento que incorpora uma série de projetos de estudos para resumir e sintetizar de forma abrangente as evidências, com o objetivo de informar práticas, programas e políticas que orientem futuras prioridades de pesquisa.

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias