Facebook-icon  Twitter-icon

 

 

A obra reúne vivências, experiências e reflexões sobre o tema da saúde das populações rurais

 Por Gabriela Lobato

O Observatório da Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo, da Floresta e das Águas – Teia de Saberes e Práticas (Obteia), integrado ao Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/CEAM/UnB), lançou nesta segunda-feira, 10 de outubro, o livro Campo, Floresta e Águas: Práticas e Saberes em Saúde.

 O lançamento ocorreu durante a 1ª Conferência Livre de Vigilância em Saúde das Populações do Campo, da Floresta e das Águas, realizada na Fiocruz Brasília. Na ocasião, estiveram presentes representantes de movimentos sociais, pesquisadores do NESP/UnB, pesquisadores da Fiocruz Brasília, técnicos do Ministério da Saúde, representantes da Secretaria de Vigilância Sanitária e representantes do Comitê Nacional Grupo da Terra.

 O livro reúne vivências, experiências e reflexões sobre o tema da saúde da população rural desenvolvidas por 69 autores, entre representantes do SUS, de movimentos sociais e da academia. O coordenador do Obteia e organizador da obra, Fernando Carneiro, explica que as pesquisas que compõem o exemplar foram realizadas desde 2012 e envolveram onze territórios do Norte ao Sul do país. “Contamos com revisores acadêmicos e populares, sempre na luta para ocupar o que chamamos de latifúndio do saber”, destaca o organizador.

 Ainda de acordo com o coordenador, o livro será lançado em cada um dos territórios envolvidos na pesquisa, compartilhando e traduzindo os resultados para com as comunidades participantes.

 A Conferência

 A 1ª Conferência Livre de Vigilância em Saúde das Populações do Campo, da Floresta e das Águas foi realizada por movimentos sociais dessas populações, com o apoio da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, em parceria com a Secretária de Vigilância em Saúde.

 A atividade contou com rodas de conversas que discutiram e construíram propostas de vigilância em saúde sobre especificidades a partir do olhar das populações do campo, da floresta e das águas. O evento faz parte das etapas preparatórias para a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde, que será realizada nos dias 30 de novembro e 01 e 02 de dezembro, em Brasília, e terá como tema central “Vigilância em Saúde: Direito, Conquistas e Defesa de um SUS Público de Qualidade”.

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias