Facebook-icon  Twitter-icon

 

Observatório de Recursos Humanos em Saúde (ObservaRH)

 

Tem por missão reunir informações sobre a força de trabalho em saúde, prover análises e manter diálogos com a área acadêmica, profissionais do setor e gestores, constituindo uma contribuição ativa para refinar e melhorar políticas públicas para os recursos humanos em saúde. O observatório faz parte da Rede ObservaRH no Brasil, implantada em 1999 sob a coordenação da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde, do Ministério da Saúde (SGTES/MS), com o incentivo do Acordo de Cooperação Técnica MS/Opas. A Rede ObservaRH no Brasil tem seus objetivos expressos na  Portaria nº 26, SGTES/MS, de 21 de setembro de 1999.

O ObservaRH da Universidade de Brasília é vinculado ao NESP/UnB compõe ainda a Rede Intercontinental Observatório de Recursos Humanos em Saúde, iniciativa da Opas,  que atualmente congrega 28 países da Região das Américas e vem se expandindo pela África e por regiões do Mediterrâneo, com o objetivo de monitorar tendências que repercutem nas políticas de recursos humanos em saúde nesses países.

Desde o início da criação da Rede no Brasil, o ObservaRH desenvolve atividades associadas à promoção de debates, organização de informações, análise de temas, pesquisas, apoio ao ensino e assessoria. Promove a difusão de notícias a partir de sua página web, com a principal finalidade de permitir o acesso à sua produção de conhecimento e gerar o intercâmbio e o debate de experiências e de contribuições teóricas e metodológicas entre os diversos atores que, tanto no Brasil, quanto em outros países, dedicam-se a esse campo. Além de difundir sua própria produção, inclui outros materiais identificados pela sua relevância e que tenham algum tipo de associação com a temática de recursos humanos de saúde, em âmbito nacional e internacional, além de viabilizar o acesso a material produzido  pelos demais observatórios da Rede ObservaRH.

Entre suas linhas de investigação estão estudos sobre as tendências na evolução do emprego e nas relações de trabalho em saúde, sobre o processo de trabalho em saúde da família, sobre os recursos humanos e as práticas alternativas/integrativas de saúde e sobre a migração de profissionais de saúde. Além disso, organiza e disponibiliza dados básicos sobre recursos humanos. Os resultados de trabalho obtidos, informações sobre atividades em desenvolvimento, assim como notícias de interesse da área podem ser acessados no sítio web, que vem sendo objeto de permanente atualização e manutenção, desde junho de 2000.  A produção também estará disponível em material impresso, organizada em duas séries de publicações: Observação e Formulação.

A série Observação reúne estudos científicos e apresenta resultados de pesquisas e coletâneas de artigos (de caráter internacional, nacional, regional e local), valendo-se de fontes primárias ou de fontes secundárias consagradas, como as dos ministérios da Saúde e do Trabalho, do IBGE e de Registros do Poder Público Municipal e Estadual.

A série Formulação reúne artigos e textos construídos mediante reflexões, opiniões e proposições em torno de assuntos relevantes, tanto para a teoria quanto para as questões polêmicas no setor, apoiando-se na literatura existente, no conhecimento e na experiência dos autores de forma a contribuir para o debate no campo de estudos do Observatório.

 

Coordenadora: Zuleide do Valle Oliveira Ramos

Membros: José Paranaguá de Santana, Roberto Passos Nogueira, Sérgio Francisco Piola, Solon Magalhães Vianna; Valdemar de Almeida Rodrigues; Solange Baraldi; Mariana Abreu Oliveira; Manoel Rodrigues Pereira Neto; Adriana Maria Parreiras Marques; André Luis Souza; Carlo Henrique Goretti Zanetti; Herton Ellery de Araújo.

Acesse: http://www.observarh.org.br/nesp/

 

 

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias