Facebook-icon  Twitter-icon

 

 

Iniciativa tem o intuito de promover aperfeiçoamento para os pesquisadores

 Por Gabriela Lobato

O Grupo de Estudos em Revisões Sistemáticas, parte do Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/CEAM/UnB), reuniu-se nesta segunda-feira, 04, para discutir o Curso de Capacitação em Revisões Sistemáticas Mediadas por Tecnologias, que será ministrado em Brasília em outubro de 2017.

A iniciativa faz parte de uma parceria entre o NESP e a Profa. Dra. Andréia Drummond, da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuris (UFVJM), que ministrará o curso.

A princípio, a capacitação, de caráter semipresencial, será oferecida para os pesquisadores que compõem a Rede de Observatórios das Políticas de Promoção de Equidade em Saúde para o SUS, para professores da Faculdade de Saúde da UnB, para a equipe do Projeto de Capacitação do Processo de Trabalho de Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Agentes de Combate às Endemias (ACE), bem como apoiadores de pesquisas do NESP. De acordo com a coordenação do Núcleo, o curso também se estenderá ao público externo.

Os pesquisadores, que trabalham com essa metodologia há cerca de um ano, vêm buscando conhecer a produção científica brasileira sobre os temas dos observatórios de equidade que integram a Rede. Dentro do grupo, estão envolvidos pesquisadores graduandos, mestres e mestrandos, doutores e doutorandos.

 Revisões sistemáticas

Revisões sistemáticas são estudos secundários que utilizam um processo abrangente de revisão de literatura, de forma imparcial e reprodutível. Tais revisões são consideradas estudos observacionais retrospectivos ou estudos experimentais de recuperação e análise crítica de literatura. Testam hipóteses e têm como objetivo levantar, reunir, avaliar criticamente a metodologia de pesquisa e sintetizar os resultados de diversos estudos primários.

 

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias