Facebook-icon  Twitter-icon

 

Por Waléria Fortes

Concluiu-se nesta primeira semana de agosto o curso “Atenção à Saúde LGBT na Atenção Básica: A Porta de Entrada para a Efetivação da Equidade em Saúde”, realizado em João Pessoa – Paraíba. Durante o encontro, os cursistas participaram de dinâmicas em grupos divididos por campos de atuação, nos quais puderam desenvolver propostas de ações para as demandas existentes no campo da saúde LGBT. Segundo a coordenação do curso, a intenção é contemplar todos os municípios do estado da Paraíba. Os municípios de Conde, Patos e São Bento serão os próximos a receber a capacitação.

No encerramento, os cursistas apresentaram seus projetos de ação para as demandas existentes no campo da saúde integral da população LGBT. Para avaliação das propostas, compuseram a banca Mônica Franch, antropóloga e professora da UFPB, representando a academia, Tasso Nóbrega, enfermeiro da Unidade de Saúde Alto do Céu, representando o serviço de saúde, e Suzy, cabeleireira e mulher trans, representando os usuários LGBTs da atenção básica. De acordo com os organizadores, a experiência, além de exitosa, resultou nas primeiras ações e pactuações de ideias a serem aplicadas no serviço de atenção básica da saúde LGBT. 

O Curso

Fruto de uma iniciativa do Observatório da Política Nacional de Saúde Integral LGBT, vinculado ao Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/CEAM/UnB), o curso “Saúde LGBT na atenção básica: a porta de entrada para a efetivação da equidade em saúde” é uma capacitação semiprensencial na forma de extensão universitária realizada pelo Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Paraíba (NESC/CCS/UFPB), coordenado pelos integrantes do Núcleo José da Paz Alvarenga, Roberta Rocha e Rackynelly Soares, e tendo por facilitadora a Professora Maria Aparecida Bezerra da UFPB.

 

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias