Facebook-icon  Twitter-icon

 

Nos dias 6 e 7 de junho, o Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (NESP/CEAM/UnB), em parceria com a Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (FS/UnB) realizam o II Encontro Nacional dos Núcleos de Saúde Pública (II ENANESP) e o I Seminário As Modalidades de Gestão no SUS. O evento será realizado em Brasília e faz parte das ações comemorativas dos 30 anos de existência do Núcleo.  

O II ENANESP tem como objetivo reunir os coordenadores dos Núcleos e Institutos de Estudos em Saúde Pública e Saúde Coletiva do Brasil para compartilhar as ações que vêm sendo desenvolvidos pelos NESPs, NESCs e IESCs no cenário das Políticas Públicas de Saúde e que contribuem amplamente para a melhoria e fortalecimento dos Núcleos, desde o primeiro encontro realizado em 2011.

Já o I Seminário “As Modalidades de Gestão no SUS” irá abordar os pontos positivos e negativos dos novos modelos de gestão adotados no âmbito da saúde do Distrito Federal além de discutir os aspectos jurídicos que envolvem essas modalidades. 

Confira aqui a programação completa do evento. 

O NESP

Criado em 1986, o Núcleo de Estudos em Saúde Pública da Universidade de Brasília (NESP/UnB) nasceu a partir de um convênio entre a UnB, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, o Ministério da Saúde, a Fundação Oswaldo Cruz e os extintos Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social e Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição. Em sua criação vinculou-se à Faculdade de Ciências da Saúde da UnB, porém desligou-se da instituição no final da década de 80, após contribuir para a criação do Departamento de Saúde Coletiva. Desde esta época encontra-se vinculado ao Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, que privilegia a intervenção interdisciplinar para o campo da Saúde.

Da fundação à implementação

Em 1986, Eleutério Rodrigues Netto assumiu a coordenação do NESP. Nesse período, o Núcleo deu início a importantes parcerias e foi responsável pelo desenvolvimento de diversas iniciativas com o objetivo de fortalecer o Sistema Público de Saúde no País. 
Com vistas ao novo texto constitucional de 1988, o NESP acompanhou e apresentou propostas para a saúde durante a Assembléia Nacional Constituinte.
Em 1994, Maria Angélica Gomes assume a coordenação do Núcleo onde se mantém por cerca de um ano. Durante este ciclo, foram realizados  cursos de capacitação e especialização na área da saúde e iniciado o desenvolvimento e produção de pesquisas e materiais no campo da participação e controle social. 

Pesquisa, Saúde e Capacitação

De 1996 a 2002, o Núcleo esteve sob a coordenação de Ana Maria Costa. Em 1999 foi criado um dos principais observatórios do NESP, o Observatório de Recursos Humanos, uma iniciativa da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde do Ministério da Saúde em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde. Desde sua criação até os dias de hoje, o ObservaRH vem desenvolvendo atividades associadas à formação profissional dos trabalhadores de saúde. 

Em 2003, Martín Alberto Ibáñez-Novión esteve a frente das atividades do Núcleo. Nesse mesmo período, o NESP inicia pesquisas e estudos nos campos da saúde da mulher e saúde mental.É protagonista no processo nacional de capacitação de gestores municipais, coordenando as ações nas regiões norte e centro-oeste, além de promover a realização de eventos multi-institucionais e cursos de atualização e aperfeiçoamento em campos específicos da saúde. 

Integração, Parcerias e Projetos

Em 2006, Edgar Merchan Hamann assume a coordenação do NESP. Esse período foi marcado pela criação de novas unidades de pesquisa, projetos e observatórios de representação nacional e internacional, além do fortalecimento de parcerias com o Ministério da Saúde, Organização Pan-Americana da Saúde, Conass e Conasems. O núcleo passou a contar também com a participação de estudantes de variados cursos de graduação que foram integrados à equipe do NESP, com o objetivo de colaborar com o desenvolvimento das atividades e ações promovidas pelo núcleo.

Em 2011, sob a coordenação de Maria Fátima de Sousa, o núcleo firmou uma importante parceria com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde e assumiu, oficialmente, a relatoria do evento, que é realizado uma vez por ano e reúne representantes dos 5570 municípios do País. Em 2014, Ana Valéria Machado Mendonça assume a coordenação do Núcleo. Nesse período são criados novos projetos de pesquisa, que possibilitaram aos estudantes de graduação vinculados à Universidade de Brasília, a se aproximarem do campo da pesquisa científica, entre eles destacam-se: a Radioweb Saúde; o Saúde na Mídia; Estudos Comparados: Práticas Dos Agentes Comunitários De Saúde Na Promoção da Saúde da População do Brasil e Canadá e a Promoção da Saúde do Homem. 

Entre as ações desenvolvidas nesse período, destacam-se ainda a criação de cinco Observatórios, quatro unidades de pesquisa, um laboratório e dois novos projetos de pesquisa. Atualmente o NESP conta com o apoio  de mais de 40 colaboradores entre estudantes, professores, técnicos administrativos e pesquisadores externos. 

Serviço

II Encontro Nacional dos Núcleos de Saúde Pública (II ENANESP) - I Seminário As Modalidades de Gestão no SUS

Data: 6 e 7 de junho de 2016

Horário: 8h30 às 18h30

Local: Núcleo de Estudos em Saúde Pública (NESP) / Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília (FS/UnB) 

 

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias