Facebook-icon  Twitter-icon

 

Intitulada “Interfaces Temáticas”, a série, composta por cinco vídeos,
poderá subsidiar discussões e contribuir em espaços formativos como
reuniões de movimentos sociais, cursos de educação continuada e
implementação das exigências curriculares relacionadas ao tema do racismo

O Observatório da Saúde da População Negra (PopNegra) tem, entre suas ações prioritárias, o compromisso de ampliar o nível de conhecimento dos diferentes agentes sociais sobre a situação de saúde da população negra, com foco no racismo, enquanto fator determinante de saúde. Neste sentido, a produção de materiais audiovisuais busca disseminar reflexões e narrativas envolvendo raça, racismo e suas interseções com o campo da saúde. 

O projeto está sendo iniciado por uma série intitulada “Interfaces Temáticas”, composta por cinco vídeos, nos quais membros e membras do PopNegra apresentam o Observatório e desenvolvem reflexões sobre os temas trabalhados nas atividades de pesquisa e extensão do grupo. O projeto seguirá com a gravação de outros vídeos envolvendo lideranças civis e religiosas negras, intelectuais e a própria população negra contando suas vivências de racismo no campo da saúde. 

No vídeo, “Apresentação do Observatório PopNegra”, Cláudio Lorenzo destaca algumas ações realizadas e a contribuição das mesmas na denúncia do racismo como violação do direito à saúde, assim como o papel do Observatório enquanto intermediador entre a universidade e os movimentos sociais negros. 

“Saúde das Mulheres Negras” é um depoimento de Andreia Simplício apresentando um panorama sobre a situação de saúde das mulheres negras no Brasil, na compreensão de que o sexismo e o racismo atuam de forma interseccionada, elevando o patamar de desigualdade no acesso e qualidade em saúde, assim como na incidência da violência. 

Já em “Políticas sobre Drogas”, Andréa Leite traz a reflexão sobre como o racismo incide no sofrimento que vulnerabiliza sujeitos para o uso prejudicial de álcool e outras drogas, bem como na seletividade da aplicação das ações relacionadas à atual Política de guerra às drogas, repercutindo no encarceramento em massa e no genocídio da juventude negra.

“Comunidades Tradicionais de Terreiro” é um vídeo em que Mariana Regis aborda a falta de preparo dos profissionais de saúde em lidar com as especificidades de pacientes praticantes das religiões de matriz africana em suas demandas, assim como a prática do racismo religioso praticado no campo da saúde. 

O PopNegra espera que a série Interfaces Temáticas, bem como as futuras produções audiovisuais possam subsidiar discussões e contribuir em diversos espaços formativos, tais como reuniões de movimentos sociais, cursos de educação continuada e implementação das exigências curriculares relacionadas ao tema do racismo. Esperamos em breve lançar a segunda série de vídeos.

Confira abaixo o primeiro vídeo da série, intitulado “Saúde do Estudante Negro”, em que Jefferson Demétrio fala sobre os riscos de adoecimento mental no contexto acadêmico, o papel do racismo no agravamento desses riscos, e a necessidade de ações capazes de prevenir, identificar, acolher e cuidar. 

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias