Facebook-icon  Twitter-icon

 

 

Atualmente o Centro conta com 26 Núcleos Temáticos e dois Programas de Pós-Graduação 

Com o objetivo de definir sua política e planejamento estratégico para os anos de 2017 e 2018, o Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (Ceam/UnB) encerrou o mês de março promovendo o I Seminário sobre Política e Planejamento da instituição. 

Na oportunidade, a diretora do Ceam, Maria Lúcia Pinto Leal, apresentou um breve panorama das ações que vêm sendo desenvolvidas pelo Centro ao longo dos seus trinta anos de existência, por meio dos 26 Núcleos vinculados à ele e dos Programas de Pós-Graduação em Direitos Humanos e Cidadania e de Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional, e destacou os desafios para romper com a fragmentação do ensino disciplinar, implantando práticas multidisciplinares e interdisciplinares de ensino que contribuam para a construção de uma Universidade tridimensional.

Participaram do evento o ex-reitor da UnB, Prof. Dr. José Geraldo, o reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Dr. Naomar de Almeida Filho, as decanas de Pós-Graduação e Extensão da UnB, Dra. Helena Shimizu e Dra. Olgamir Amância, além de coordenadores e pesquisadores dos Núcleos Temáticos do Ceam e gestores da Universidade de Brasília.

  

 O Ceam

O Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (Ceam/UnB), criado pelo Ato da Reitoria n. 105, de 29 de Abril de 1986, é um centro acadêmico da UnB vinculado diretamente à Reitoria, e atualmente está comemorando seus 30 anos de existência. Localizado dentro da Universidade de Brasília, no Campus Darcy Ribeiro, em frente à Praça Chico Mendes, o Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares é composto por uma Direção Colegiada e sua equipe administrativa, dois Programas de Pós-Graduação (Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional – PPGDSCI e Direitos Humanos e Cidadania – PPGDH) e 26 Núcleos Temáticos com atividades regulares nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. 

É fruto de uma concepção da universidade tridimensional, que tem por missão produzir, articular, integrar e disseminar, com qualidade, conhecimentos e práticas inter, multi e transdisciplinares no intuito de unir ciência e humanismo para cumprir sua função social, integrar e dinamizar a universidade além de conciliar o avanço científico a serviço da sociedade democrática.

Para colocar em prática tal concepção, o Centro se baseia nas abordagens multi, inter e transdisciplinar pelas quais os 26 Núcleos e os dois Programas de Pós-Graduação stricto sensu buscam problematizar a realidade complexa com a sociedade, setores das políticas públicas e cooperação internacional.Fundamentado no fortalecimento entre teoria e prática, possibilita a integração entre pensamento e ação, tendo em vista colocar o conhecimento científico a serviço da sociedade democrática. 

A natureza do Centro concretiza-se pela vasta gama de temas trabalhados, que incluem atividades e pesquisas em direitos humanos, políticas sociais, desenvolvimento e sociedade, estudos latino-americanos e europeus, comunicação, cultura, memória, linguagens, agricultura e meio ambiente, estudos amazônicos, saúde, educação, relações internacionais, populações urbanas e rurais, crianças, adolescentes e jovens, terceira idade, violência, gênero, raça, diversidade sexual, entre outros. 

Atualmente o Centro conta com o apoio de centenas de professores e pesquisadores voluntários das coordenações acadêmicas, dos núcleos temáticos, da direção e sua equipe administrativa. Entre suas ações está a oferta anual de cerca de 50 vagas para os programas de pós-graduação, 800 vagas em disciplinas de graduação (optativas e módulo livre), mais de 3 mil horas-aula em cursos de extensão e inúmeras pesquisas, observatórios, eventos nacionais e internacionais que contam com a participação de embaixadas, personalidades acadêmicas estrangeiras, representantes dos governos federal e distrital, autarquias e sociedade civil. 

O Ceam e seu Regimento foram aprovados pela Resolução do Conselho Diretor da FUB em sua 295 reunião, realizada em 10 de abril de 1986, e, posteriormente, o então reitor, professor Cristovam Buarque, efetivou-o pelo Ato da Reitoria n. 105, de 29 de abril de 1986. Em abril de 2009, um novo Regimento foi aprovado pela reunião do Conselho Deliberativo do Ceam (CD-Ceam) e em seguida encaminhado ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UnB (Cepe). Porém, com o intuito de adequar o regimento às mudanças ocorridas durante os últimos anos, principalmente pela criação dos dois programas de pós-graduação stricto sensu, este regimento está sendo reformulado por uma comissão ad hoc, constituída pelo CD-Ceam, e, consequentemente, deverá retornar ao Cepe para homologação. 

 

A Direção do Ceam tem mandato de dois anos, sendo eleita pelos seus pares em reunião do Conselho Deliberativo (CD-Ceam), podendo ser reeleita por igual período. Somente os membros do CD-Ceam poderão candidatar-se aos cargos de diretor e vice-diretor.

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias