Facebook-icon  Twitter-icon

 

Observatório da Saúde da População Negra participa da IV CODIPIR

 

 

Realizada em Brasília, a IV Conferência Distrital de Promoção da Igualdade Racial (IV CODIPIR) proporcionou diálogos e debates sobre políticas públicas para o combate à discriminação contra as populações negra, cigana, indígena e quilombola do DF

 

No último sábado, 13, o Observatório da Saúde da População Negra participou, junto a lideranças da sociedade civil e representantes do governo, da IV Conferência Distrital de Promoção da Igualdade Racial (IV CODIPIR). A ocasião foi uma preparação para a Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, que acontecerá em Brasília em maio de 2018.

Com palestra, plenária e grupos de trabalho, o evento proporcionou diálogos e debates sobre políticas públicas para o combate à discriminação contra as populações negra, cigana, indígena e quilombola do Distrito Federal. Além da aprovação em plenária do regimento interno da IV CODIPIR, foram construídas também novas propostas para o relatório final, que será apresentado na Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial.

Na oportunidade, os participantes formaram quatro grupos de trabalhos para discussão e elaboração do relatório final. Cada equipe trabalhou um eixo temático dentro da perspectiva de enfrentamento ao racismo institucional, levantando questões sobre reconhecimento, garantia de justiça e desenvolvimento dos afrodescendentes, povos rom, indígenas e quilombolas, bem como sobre discriminação múltipla ou agravada a essas populações. A interseccionalidade com outros segmentos da sociedade esteve presente em algumas discussões, sendo comentadas, por exemplo, questões de gênero, direitos sexuais e reprodutivos e LGBT.

Na ocasião, também foram eleitos 20 delegados para a etapa nacional, sendo 70% de representantes da sociedade civil e 30% do governo local.

 
observarh2
 
 
Observatório da Saúde Indígena
 
Saúde LGBT
 
oiapss2
 
Educação, Equidade e Saúde
 
Estudos Comparados
 
Rede de Observatórios em Saúde e Equidade
 

Tempus

As Diretrizes de Avaliação da TEMPUS consideram inicialmente o foco da revista (com destaque para epidemiologia; saúde e sua discussão nas ciências sociais e humanas; educação e promoção da saúde; Bioética, tecnologia da informação em saúde, comunicação c