Facebook-icon  Twitter-icon

 

Questões como fortalecimento do diálogo, estratégias de comunicação e cronograma de encontros presenciais com os Comitês foram pautadas para a agenda

Por Gabriela Lobato

Após o Encontro Nacional dos Comitês das Políticas de Equidade e Educação Popular, o Núcleo de Estudos em Saúde Pública do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares da Universidade de Brasília (NESP/CEAM/UnB), junto ao Departamento de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social da Secretaria de Gestão Estratégica Participativa do Ministério da Saúde (DAGEP/SGEP/MS), realizou na última quarta-feira, 12, a I Oficina de Planejamento da Rede de Observatórios das Políticas de Promoção da Equidade em Saúde para o SUS.

Na oficina, composta por representantes de movimentos sociais e integrantes dos Observatórios, foram discutidos produtos já existentes, estratégias e ações para pactuar uma agenda de trabalhos a ser executada em 2017/2018.Durante as reuniões, debateram-se massivamente os pontos fracos e debilidades do mapeamento de pesquisas, além do fortalecimento de uma participação mais influente dos comitês junto à academia. Questões como fortalecimento do diálogo, estratégias de comunicação e cronograma de encontros presenciais com os movimentos sociais também foram pautadas na agenda para se avançarem os trabalhos dos Observatórios.

A Coordenadora do NESP, Profa. Ana Valéria M. Mendonça, descreveu a Oficina como “saudável e profícua” na elaboração de uma agenda estratégica que envolverá cinco metas prioritárias de cada Observatório, sendo essas metas comuns à Rede. “A intenção é cada vez mais promovermos a inclusão dessas populações e ampliarmos o acesso e a qualidade do serviço de saúde para todos eles”, conclui.

 

Entenda a Rede

A Rede de Observatórios das Políticas de Promoção da Equidade em Saúde para o SUS, ao produzir conhecimento, aprimora e fortalece políticas públicas, promovendo a interação entre movimentos sociais, gestão e universidade. O produto dessa união, o georeferenciamento, mapeia grupos de pesquisa com dados e informações relevantes dos movimentos sociais.

Cada Observatório que compõe a Rede tem por finalidade gerar informações e conhecimento sobre as principais características que constituem a realidade da Política Nacional de Saúde de cada população no âmbito do SUS, gerando, assim, uma pesquisa qualificada, com banco de dados e produtos.

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias