Facebook-icon  Twitter-icon

 

Núcleo de Estudos em Saúde Pública (NESP) e o Laboratório de Informação e Comunicação em Saúde Coletiva da Universidade de Brasília (LICoSC), ambos coordenados pela Profa. Dra. Ana Valéria M. Mendonça tiveram 16 trabalhos aprovados no 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, que ocorrerá em Goiânia, GO, entre os dias 28 de julho a 1º de agosto de 2015. 

Segundo Valéria Mendonça, a quantidade de trabalhos aprovados demonstra o nível de comprometimento dos pesquisadores e destaca a qualidade dos materiais que estão sendo produzidos. “Acreditamos que a presença dos estudantes e professores no evento reflete o empenho dos grupos de pesquisa do NESP (Unidade de Tecnologia da Informação e Comunicação em Saúde - UTICS e Unidade de Estudos e Pesquisas em Saúde da Família - UEPSF) e do LICoSC nos últimos anos e que se materializa nas comunicações orais, pôsteres e artigos que vem sendo publicados a partir das pesquisas desenvolvidas em parcerias nacionais e internacionais”, afirma.

Atualmente o NESP conta com seis observatórios e seis unidades de pesquisa que desenvolvem trabalhos nos campos do Controle Social no SUS; Saúde da Família; Tecnologia da Informação e Comunicação em Saúde; Recursos Humanos em Saúde; Direito Sanitário, Economia em Saúde e Políticas Públicas de Saúde.

A mestranda em Saúde Coletiva e pesquisadora do NESP Elizabeth Prado apresentará o trabalho “Avanços e Desafios do Sistema Único de Saúde (SUS) na voz de Profissionais e Pesquisadores em Saúde no contexto da mobilização para 15ª Conferência Nacional de Saúde". Para ela saber como os profissionais e pesquisadores da saúde veem o SUS, destacando seus avanços e desafios, é uma forma de analisar a efetividade das estratégias que vêm sendo utilizadas, principalmente no que diz respeito às necessidades dos usuários. “No ano em que será realizada a 15ª Conferência Nacional de Saúde mobilizar a população para consultá-la sobre o que ela considera avanço e desafio no nosso Sistema de Saúde é essencial para a construção de um modelo mais justo, que atenda, de fato, às demandas da sociedade”.

O Congresso

O Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva é considerado um dos mais importantes fóruns científicos da área em todo o mundo. Conhecido como Abrascão, o evento acontece a cada três anos e conta com a participação de milhares de congressistas, entre eles sanitaristas, epidemiologistas, cientistas políticos, cientistas sociais, comunicadores, especialistas em políticas públicas, profissionais e trabalhadores da saúde, gestores e técnicos da saúde, além de militantes de movimentos sociais e de entidades da sociedade civil atuantes na área da saúde. Durante o encontro também ocorre a Assembleia Geral da entidade, que define sua nova diretoria e conselho. Neste ano, a 11ª edição do congresso será realizada na Universidade Federal de Goiás (UFG) e terá como tema “Saúde, desenvolvimento e democracia: O desafio do SUS universal”. 

Confira a programação completa do Abrascão

Por Tamires Marinho

 
observarh2
 
obteia
 
 
 
 
saudelgbt2
  
oiapss2

Notícias